Como publicar um aplicativo no Google Play ou na AppStore?

Depositphotos_41353617_s

O desempenho do mercado de aplicativos vem crescendo desenfreadamente nos últimos anos. O volume global de downloads é incrível e empresas encontram inúmeras maneiras de interagir com o seu público. Se você pretende desenvolver um aplicativo já parou para pensar como fazer na hora de publicá-lo no Google Play ou na App Story? É isso que vamos mostrar hoje. Confira a seguir o nosso passo a passo!

AppStore

Vamos acompanhar as etapas a serem percorridas para disponibilização do aplicativo, na AppStore.

Primeiro realize a escolha entre o modelo individual e o modelo da companhia. O individual é menos burocrático. Já o modelo companhia é o mais recomendado para empresas desenvolvedoras que pretendem possuir muitos aplicativos.

Através do site da Apple una-se ao iOS Developer. Uma vez participando do programa é possível testá-lo na plataforma Apple. Existe a disponibilidade para escolha entre os programas Standard e Enterprise. O Enterprise é para donos de grandes empresas. Na próxima tela crie o seu ID da Apple de desenvolvedor.

Crie um perfil fornecendo os dados pessoais. Nessa etapa também é necessário responder a algumas perguntas de múltipla escolha. Concluído esse processo a Apple enviará para o e-mail cadastrado um código de verificação. Verifique o código encaminhado, digite-o no site e prossiga com a navegação até chegar na página de pagamento.

Após seguir todos os passos, basta encaminhar o aplicativo finalizado, para que a Apple o aprove. É importante lembrar que é necessário fornecer um título de licença, assim como um breve resumo da funcionalidade do aplicativo. Depois que o app é aprovado, a Apple publicará na App Store.

Google Play

O objetivo da Google Play — loja do Google — é disponibilizar o aplicativo para o maior número de pessoas possíveis, por isso, não é interessante deixar o seu app muito grande, pois isso ocupa um espaço valioso no dispositivo do usuário. Quanto maior a comodidade para que o usuário baixe o aplicativo, melhor! Portanto, verifique se você retirou o atributo debuggable da tag application no AndroidManifest. Confira o versionCode e versionName no AndroidManifest e retire arquivos que não estão sendo usados. Depois teste várias vezes a sua aplicação. Agora vamos aos passos para publicação no Google Play:

Depois de realizar essas verificações básicas, vamos agora transformar o projeto em um aplicativo para poder ser distribuído e instalado nos dispositivos. Para isso, crie uma conta de desenvolvedor e acesse o Console do desenvolvedor da Google Play. Próximo à parte superior da tela, clique em Adicionar novo app e, usando o menu suspenso, selecione um idioma padrão e adicione um título ao app — digite o nome do aplicativo como você deseja que ele apareça no Google Play. Em seguida, selecione “fazer o upload do APK” ou “preparar detalhes do aplicativo” para adicionar as informações do aplicativo.

Todo aplicativo precisa ser assinado com uma chave para funcionar. Durante o desenvolvimento, pode ser utilizado uma chave fictícia. Posteriormente para realizar a publicação é necessário que você defina uma chave própria.

E então, você deseja publicar o seu aplicativo no Google Play ou no AppStore? Você ficou com alguma dúvida sobre como realizar o procedimento? Deixe o seu comentário e continue de olho no nosso blog!

 

A importância dos aplicativos no marketing

Atualmente uma das mais poderosas ferramentas dentro de uma campanha de marketing têm sido os aplicativos. É muito comum vermos uma campanha que tem boa parte da sua ideia abrigada em um app ou que usa um app como complemento da mensagem.

Uma das campanhas brasileiras de maior sucesso em Cannes esse ano foi a campanha Nívea Protege.

A ideia está toda focada no app e além disso a pulseira pode ser usada mais de uma vez, ou seja, a marca continua junto com os pais mesmo depois de um tempo.

Outra campanha que utiliza muito bem um app é da Adidas

Com a ajuda da marca o consumidor pode trazer para o mundo real as estampas que ele quer no seu tênis e que ninguém mais vai ter. Dando uma sensação de exclusividade ao produto e à marca

Muitas empresas acabam perdendo grandes oportunidades por não enxergarem os apps como possível ferramenta de campanha. Esse é um mercado recente e que tem tudo para continuar crescendo com o aumento do mercado de smartphones.

Será que sua empresa não está perdendo uma chance?

Entre em contato com Agivis e saiba mais.

Tablet Corporativo: Por que utilizar tablets nas empresas?

Desde o lançamento do iPad, os tablets se transformaram em uma nova forma de navegar na internet, ler livros, assistir vídeos, jogar e outras utilidades focadas no consumidor final. Chamado de Tablet Corporativo, Business Tablet ou Enterprise Tablet, atualmente o mercado está demandando o uso desses aparelhos também nos negócios.

De acordo com uma pesquisa, 2012 será o ano dos tablets nos negócios. Cerca de 34% dos entrevistados informaram que suas empresas planejam usar tablets neste ano. Os fabricantes desses hardwares já perceberam essa nova demanda e estão lançando modelos específicos para empresas. Por exemplo, a Itautec lançou recentemente o Tabway e a Motorola anunciou o ET1 para este ano.

Foto do Itautec Tabway e do Motorola ET 1

Porém, mais importante do que novos modelos de tablets, é a utilização de aplicativos específicos para cada negócio. Com a customização ou desenvolvimento de aplicações sob medida, é possível transformar um iPad ou tablet com Android em uma ótima solução corporativa. Veja alguns exemplos de apps que podem ser desenvolvidas:

  • Automatizar atendimento aos clientes
  • Catálogos virtuais
  • Leitura e baixa de ordens de serviços em campo
  • Registro de entradas e saídas de almoxarifado (estoque)
  • Apresentações
  • Visualização de informações no mapa

Existem inúmeras outras aplicações que podem ser desenvolvidas para que os tablets melhorem o trabalho no meio corporativo. Outro ponto importante, é a integração desses aplicativos com sistemas já existentes. Como exemplo, uma app que auxilia no controle de estoque deve se comunicar com o ERP utilizado na empresa.

Esses aparelhos trazem maior mobilidade em relação aos notebooks e possuem uma tela maior do que smartphones. São ideais para serem utilizados em uma conversa com o cliente, reuniões, visualização de relatórios e operações em campo.

Se sua empresa quer avaliar como pode agilizar o trabalho com tablets ou smartphones, nós da Agivis podemos ajudar com idéias e soluções especificas para sua empresa. Clique aqui e conheça nossos serviços.